Para repensar o uso do plástico

Para repensar o uso do  plástico

Se nada for feito, em pouco tempo haverá mais plástico do que peixes nos oceanos.

Depois de festas com grande aglomeração de pessoas, a cena é comum. Praias, praças, ruas, tomadas pelo lixo. Centenas de trabalhadores varrendo e limpando, tentando limpar o local, transitando entre montanhas de sacolas e garrafas plásticas, descartadas na noite anterior.

Em alguns dias o local já está limpo, não vemos mais resquícios da sujeira que ali estava, mas as consequências do descaso são sentidas somente dias, meses, anos depois. Enchentes e alagamentos são uma delas, mas estas são apenas as mais imediatas.

O principal culpado, tanto pelas montanhas de lixo, quanto pelas inundações, o plástico das garrafas e das sacolas, e de tantos outros materiais, continuará causando consequências por séculos depois de seu descarte.

Todos sabemos disso. Que o plástico é um material que demora muito tempo para se decompor. Que sua utilização traz sérios danos ao meio ambiente. Que sua reciclagem é importante, que alternativas são importantes. Mas a verdade é a maioria de nós não tem noção de o quão longe vão as consequências desse material e continuamos a utilizá-lo. A verdade é que o plástico é muito conveniente.

É para alertar sobre o tamanho do problema que nós decidimos trazer aqui os fatos mais absurdos sobre o uso do plástico. Alguns deles nem parecem ser verdade, mas infelizmente são.

1- Se continuarmos no mesmo ritmo de utilização desse material, teremos, até 2050, produzido 34 bilhões de toneladas dele. Você sabe quanto é isso? 34 bilhões de toneladas é o equivalente a 100 vezes o peso de todos os humanos do planeta combinados.

2- Cerca de 79% do plástico produzido até hoje já foi completamente descartado. Apenas 21% continua em uso, através de reciclagem ou outros meios.

3- A cada ano é produzida uma quantidade de plástico suficiente para circular a Terra 4 vezes.

4- O plástico, quando jogado no oceano, se quebra em pedaços tão pequenos que uma garrafa de um litro pode contaminar cada quilômetro de cada praia do planeta.

5- Anualmente, cerca de 500 bilhões de garrafas plásticas são usadas e mais de um milhão de sacolas são usadas a cada minuto.

6- Um milhão de pássaros e mais de 100 mil mamíferos marinhos são mortos em consequência do plástico no oceano anualmente.

7- Virtualmente TODO pedaço de plástico já produzido no planeta ainda existe de alguma forma.

8- E tende a piorar. Mais plástico foi usado nos últimos dez anos do que em todo último século.

A Associação Inglesa que coordena todos os campeonatos de tênis de quadra da Inglaterra, decidiu banir o uso de canudos plásticos nos cafés, bares e restaurantes de seus eventos. Em substituição, serão utilizados canudos recicláveis de papel.

Em uma pesquisa realizada pela organização internacional Ocean Conservancy, o canudo plástico aparece entre os dez resíduos mais encontrados nas ações de limpezas de praia.

Aparentemente inofensivo, ele virou uma praga ambiental. Só nos Estados Unidos, são usados 500 milhões por dia e no Reino Unido, mais 100 milhões. E assim como outros resíduos, o canudinho acaba no mar, engolidos por animais, que morrem sufocados.

Dados do estudo feito pelo Fundo Mundial para a Natureza (WWF), apontam que o Brasil é o 4º maior produtor de lixo plástico do mundo.
Estamos atrás apenas de Estados Unidos, China e Índia. O Brasil é um dos países que menos recicla este tipo de lixo: apenas 1,2% é reciclado.

Conhecendo esses fatos, utilizar canudos de papel e levar sacolas reutilizáveis no mercado nem parece mais tão inconveniente, não é?
Tudo é uma questão de hábito!

Redes Sociais:
Facebook
Facebook
Instagram